Wednesday, January 13, 2016

O que é um Missionario....

Um missionário cristão é uma pessoa cuja paixão é fazer com que o Senhor Jesus seja conhecido no mundo todo. Dou gracas a Deus por ser uma, pelo chamado. Estamos completamente sob o comando do Rei Jesus, e vamos a qualquer lugar, em qualquer circunstância, sem remuneração, com más condições de vida e alimento, mesmo que ninguém nunca saiba. Sabemos que o nosso Senhor está assistindo a cada minuto, e que é a única recompensa e alegria que procuramos.

Nós vemos na Bíblia que todos os cristãos deve continuamente buscar todas as oportunidades para levar os perdidos a Cristo, não importa onde eles estão, porque este é o privilégio de todo crente. Mas eu acredito que muitas pessoas usam a palavra "missionário" muito levemente - é um termo que se tornou alvo de abuso de nosso cotidiano. Muitos justificam em não obedecer o chamado do Senhor para ir para a linha de frente do "vocabulário cristão." campo de batalha, dizendo que eles são "missionários onde eles estão." Eu acredito que "ser missionário" no verdadeiro sentido da palavra é levar o Evangelho onde ele nunca foi antes, ou pelo menos a uma cultura diferente ou uma língua diferente. Um verdadeiro missionário é alguém que vai arriscar tudo por causa dos perdidos deste mundo. Ir aonde ninguem ainda foi para levar o Evangelho.

Claro que, como em todas as batalhas, nem todos podem estar nas linhas de frente, pois há muitas coisas que são necessárias para ajudar aqueles que estão. Mas você deve ser claramente chamado pelo Senhor para ficar longe dessas linhas de frente. Você precisa ter certeza que você está na vontade de Deus. É obviamente verdade que muitos cristãos são chamados a alcançar os perdidos nos guetos, distritos da luz vermelha, e as comunidades homossexuais em suas próprias áreas. E há sempre aquelas esposas e mães que diligentemente deixam Cristo ser conhecido por seus médicos, encanadores fiéis, e por ai vai. Essas coisas abençoe o coração de Deus, não há nenhuma dúvida sobre isso. Alguém que ama Jesus deve sempre ministrar Seu amor, não importa onde eles estão. Mas cada cristão deve sempre estar disposto, pronto, e "on-call" para deixar tudo sob o comando de seu General, e ir para um "campo de batalha" diferente para a guerra contra o rei da escuridão, trazendo cura e luz para "libertar o cativos ".

O objetivo de um verdadeiro missionário é para agradar e glorificar o seu Deus, entregando todo o mundo nas Suas mãos e sob o seu governo. Não importa onde estamos, pois estamos sempre em casa nos braços de nosso pai, não importa o que a paisagem ou o idioma vemos e vivemos. Somos apenas "estrangeiros e peregrinos" (1 Pedro 2: 11), e não estamos preocupados com coisas triviais como localização ou conforto. Somos soldados de Deus, talvez ocultos aos olhos de tantos, mas sempre vistos por Deus. Por favor, busca-o para ver se você pode ter o privilégio de levar o Evangelho àqueles que nunca ouviram falar dele...
Cris...

Sunday, September 6, 2015

Um Refugiado....

Eu ja passei um tempo trabalhando com refugiados na Asia e Oriente Medio. Eu costumava ser surpreendido com o quanto eu me identificava com suas histórias, até que um dia eu percebi que, de certa forma, eu também era uma refugiada. 

Um refugiado é alguém que foi forçado a abandonar o seu país de origem e não pode nunca voltar devido a uma ameaça de perseguição. Deus me criou (e você) para viver com Ele no Éden.
 No Éden, as pessoas iriam incentivar e valorizar verdadeiramente o outro. Os estudantes se alegrar livremente no sucesso acadêmico de outro. Funcionários do governo iriam sempre dizer a verdade e cooperar uns com os outros. 

 Ninguém nunca iria para a cama com o estômago vazio. Cada ser humano seria vibrantemente, exuberantemente a refletir a glória de Deus através de suas próprias experiências e inimitável essência. Todos os seres humanos iriam olhar para Deus, caminhar com Deus, apoiar-se em Deus, e ter total prazer em Deus. Eden é o nosso país de origem; fomos criados para la.

Mas o pecado no mundo significa que nós foram forçados a sair do país. Encontramo-nos em um mundo quebrado, caracterizada pela pobreza, injustiça e decepção. Porque nós temos gravado em nossos corações uma memória coletiva profunda do Éden, nós sentimos que o mundo de alguma forma nos traiu. Porque nós sabemos como as coisas devem ser, temos uma profunda sensação de que o mundo não é como deveria ser, de que algo deu errado. Assim como os refugiados com quem eu ja pude conhecer, muitos desejam voltar a seus países de origem, ansiamos para voltar ao Éden. Sofremos por um mundo melhor, porque nós pertencemos a um mundo melhor.

Recentemente, no entanto, eu estive pensando que a melhor maneira de descrever o estado do cristão não é a de um refugiado, mas que de um embaixador. Refugiados espera voltar, mas não têm acesso, e sem poder fazer nada esperar o momento propício, enquanto embaixadores de boa vontade podem ir onde eles são necessários. Nós não estávamos simplesmente banido de algum lugar, mas somos temporariamente enviados em algum lugar. Em vez de ficar impotente e anseio por aquilo que deixamos para trás, estamos representando orgulhosamente nosso país até que são chamados de volta.

Isto é especialmente verdadeiro na minha vida, uma vez que eu serei a primeira a admitir que eu não enfrento as dificuldades que caracteriza a vida dos refugiados. Mas também não é fácil de ser um embaixador. Temos que encarnar o personagem do nosso país de origem, seguindo as leis e costumes que não são necessariamente conhecidas ou mesmo bem-vindos no país anfitrião. Devemos representar a mensagem de um líder que não podemos ver. Vivemos em um país, mas são responsáveis ​​por outro. Temos que estar nesse mundo, mas não dele.
Refugiados são definidos por sua condição de vítima, e os embaixadores são definidos por sua posição e status. No entanto, porque temos pecado, nós fomos injustamente banidos como refugiados, nem estamos qualificados para serem embaixadores. Em vez disso, a nossa identidade está envolta - definitiva e irrefutável - no caráter e ser do próprio Deus. Deus vê o âmago de nossos corações, viscosas e escuras, surpreendentemente, nos ama mesmo assim. Nenhuma única metáfora poderia captar a gravidade, ardor, mistério e alegria inefável da nossa relação com Jesus.

Isto é o que podemos saber com certeza: Ele nos confiou a tarefa mais espantosa que já foi confiada a um conjunto de seres humanos, muito além de nossos papéis como quer refugiados ou embaixadores: estamos a trazer Éden à terra. Seu objetivo para nós não é simplesmente mudar algums corações aqui e ali, mas para projetar o Reino de Deus em escala mundial. Isso envolverá nada menos do que a substituição de toda a ordem mundial, fundada como é sobre a exploração, a ganância, e esforçando-se, com uma nova ordem fundada sobre a misericórdia, justiça e amor. Essa nova ordem irá suplantar todos os outros reinos e ser a ordem final para todas as pessoas de todos os tempos. Não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor, pois a antiga ordem já faleceu. E dessa forma, vamos, finalmente, voltar ao nosso país de origem.

Mal posso esperar....Nele, Cris

Saturday, August 1, 2015

Eu deixei de ser uma cristã....

Então, eu deixei de ser um cristão para que eu pudesse seguir melhor Jesus.

Hoje, enquanto há certamente nada de errado com o rótulo de Cristao e eu obviamente não recusá-la, eu prefiro me identificar simplesmente como uma seguidora de Jesus, que tem sido extremamente útil em transformar a minha vida. Aqui estão as minhas razões:

1. O termo cristão significa "como Cristo", e que não me descreve.

Claro, eu quero ser "como Cristo", mas não importa o quanto eu tente, eu não sou. Estou quebrada, insegura, imperfeita, falho ... em todo o meu ser. A única coisa que eu já encontrei convincente sobre o Calvinismo foi o conceito de depravação - total, porque não há uma única área da minha vida que é puro. Não há uma área da minha vida que é, na verdade, "como Cristo".

Jesus, é tudo o que eu não sou, mas tudo o que eu desejo que eu poderia ser. Então, se eu for para completamente honesta, para mim, para me chamar um cristão seria o pecado da desonestidade, porque eu não sou nada como ele. Ele é totalmente diferente de mim.

2. A expressão cristã implica que eu tenha chegado a alguma coisa, e eu não tenho.

Provavelmente uma forma mais precisa para usar o termo seria dizer que "eu estou tentando me tornar cristão" (como Cristo). Mas, para dizer que eu já estou lá? Eu não. A qualquer momento eu posso alcançar apenas uma pequena área da minha vida para realmente ser como Cristo, e eu celebro olhando sobre meu ombro e vejo outras 19 áreas da minha vida que são totalmente não-como-Cristo.

Quando penso em ser uma cristã, eu fico tentado pensar que eu cheguei la. Quando eu ficar tentado pensar que eu cheguei, eu começo a agir com preguiça, arrogância, e me mantém desconectado do mundo quebrado em torno de mim que não chegou a nada ainda. Eu não quero me separar de um mundo quebrado e confuso em vez disso, eu prefiro estar ao lado de todos os outros que é como eu (que somos todos nós) para que eu possa apontar para a pessoa que é gentil, amorosa, lento para a se irar, e que um dia limpa o que é confuso e conserta o que foi quebrado.

3. O termo "Jesus Follower/ Sequidor de Jesus" parece inteiramente mais preciso e apropriado, de modo que é como eu me auto-identifico.

Quando você está seguindo alguém, é porque você não pode chegar lá por conta própria. É porque você realmente não sabe para onde está indo, e você não tem esperança de chegada, se você não está seguindo de perto atrás de alguém que realmente sabe onde eles estão indo. Essa é uma descrição muito mais verdadeira de onde estou ... Eu não tenho idéia de como chegar onde eu estou indo, mas estou feliz por simplesmente estar no caminho em direção a Jesus.

Em segundo lugar, o termo seguidor implica que eu estou tentando fazer alguma coisa. Eu tão desesperadamente quero ser como Jesus- e cada dia é simplesmente uma tentativa. Mas, não consigo ter tanto  sucesso como gostaria, o que prova ainda mais que o título de "cristão" seria completamente imprecisa para mim.

4. Quando eu deixei de ser uma cristã para que eu pudesse seguir melhor Jesus, a Bíblia fez muito mais sentido.

Antes da minha reorientação de fé ao redor de Jesus e seguindo o seu exemplo, eu perdi algumas coisa nas escritura. E quanto a doutrina, parecia haver uma razão, desculpa, ou uma brecha para tudo. Houve justificativas para a guerra, a violência, a pena de morte, ganância ... mas uma vez que eu re-orientei minha vida em torno de Jesus, eu comecei a prestar atenção ao que ele disse e levá-la muito mais a sério.

Coisas como "dar a outra face", "colocar para baixo sua espada", "amai os vossos inimigos", e "o que você fizer para o menor destes ..." começou a tornar-se declarações que eu nunca mais queria evitar, ou explicar como eu costumava fazer quando eu era cristão.

Como uma seguidora de Jesus, as "palavras vermelhas" se tornaram a força vital da fé e da bússola para a minha vida diária. Eu vejo todo o resto das escrituras através do filtro da vida, ensinamentos e exemplo de Jesus.

 Enquanto não há nenhum motivo de fuga desse termo 'cristão' que está aqui desde Antioquia, eu, pessoalmente, não sou um fã dele pelo simples fato de que não é a melhor maneira de me descrever.

Eu sou apenas uma seguidora de Jesus.

Uma confusa, quebrada, seguidora.

E, eu estou muito bem com isso.....Cris

Características de um Amigo

. Características de um Amigo

- O amigo é aquele que... (são 11 referências):

1. Mostra compaixão, Jó 6.14.

2. Tem bons olhos, Provérbios 15.30.

3. Ama sempre, Provérbios 17.17.

4. É chegado, Provérbios 18.24.

5. Recebe conselhos, Provérbios 27.9

6. Não abandona na adversidade, Provérbios 27.10.

7. É recíproco, Provérbios 27.17.

8. Dá sua vida, João 15.13.

9. Serve, João 15.14.

10. Não tem segredos, João 15.15.

11. Conhece seus amigos, 3 João 15.

A vida..

“Nunca seremos aptos para o serviço de Deus, se não olharmos para além desta vida passageira”.

Eu sou aquela mulher a quem o tempo muito me ensinou. Ensinou a amar a vida, nao desistir da luta e recomecar na derrota!

Followers